Quem sou eu

Minha foto

Tenho 50 anos, sou graduada em Serviço Social pela Universidade Federal de Alagoas (1987) e servidora pública desde 1988.  

 A Fibromialgia mudou minha vida e me fez rever todos os meus conceitos e valores após diagnóstico obtido em agosto de 2003. “É uma dor que maltrata, mas não mata”.  

De fato, tenho sobrevivido...

E a partir daí, de uma vontade de viver e não meramente sobreviver, aprendi que cada um precisa encontrar sua maneira de enfrentar as próprias dores e perdas, buscar uma saída quando tudo parece perdido e despertar ideias construtivas, pensamentos motivadores para prosseguir lutando e agindo. Porque a vida segue e não espera a nossa dor passar...

Em 2009 iniciei este blog pretendendo aprender a usar as ferramentas do Blogger: Espaço Arte, Terapia e Negócios como eu, vive eternamente em construção.

 Em 2012 comecei a empreender pequenos negócios de revenda como uma experiência de aprendizado que mantenho até os dias de hoje. Com muita paixão construí a VS Acessórios.

https://www.facebook.com/vs.semijoias.acessorios

https://www.instagram.com/souverasouza

Tenho interesse por autoconhecimento, bem estar, desenvolvimento pessoal e profissional, artes, viagens e empreendedorismo.

Quero passar pela vida com gratidão ao Criador, respeito aos demais viventes deste universo, humildade para corrigir meus erros e dignidade para escrever minha própria história. 

Porque...

"Enquanto houver sol, ainda haverá..."

 Muito a ensinar e muito mais a aprender!

 Com o coração cheio de gratidão  _/\_

 

Instagram

Google+ Followers

Seguidores

sábado, 18 de junho de 2011

CARPE DIEM

CONTROLE versus EQUILÍBRIO
Mais que exercer o controle sobre nossas vidas, podemos buscar o equilíbrio físico e emocional, o respeito a Deus, a nós mesmos, ao próximo e ao universo.
É difícil romper com o egoísmo e a vaidade, abandonar os velhos vícios. Porém, parece necessário se desejamos alcançar tal objetivo com êxito.

Neste espaço, eu falo o que penso e faço o que posso fazer, no momento em que posso fazer e assim a vida transcorre mais leve.

Quando eu preciso parar, simplesmente o faço,  sem culpa, sem cobrança...

Isso traz alívio e serenidade.